Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Cia Heróis em Ação animam crianças no hospital A.C. Camargo




































Criações de Rodrigo Kakaroto




Cabo da PM afirma ser vítima de perseguição devido à participação em protestos

Condenado em abril por participação de protestos em 2012, policial está detido desde sábado

HELIO ALMEIDA
Rio - O cabo da Polícia Militar, Wagner Jardim Hamude, está detido desde o último sábado no quartel em que trabalha, em Itaperuna, no Noroeste do estado. Ele, que é do 29º BPM, foi condenado a 30 dias de detenção em abril deste ano pela participação na greve de policiais e bombeiros no início de 2012. 
Para o militar, que conversou com O Dia Online , a sentença só foi cumprida agora porque ele participou das manifestações recentes no município, em que os moradores exigem a redução do preço da passagem de ônibus e o fim do monopólio do transporte coletivo na cidade. 

Mensagem do militar na Internet
Foto:  Reprodução Internet

O cabo, que teve acesso à Internet, publicou em seu perfil no Facebook que sua detenção tem relação com os protestos. "Com o surgimento das manifestações, decidiram desarquivar as acusações das passeatas do ano passado, que não servem de causa e me deter", escreveu o militar, que ajudou na campanha a favor aumento salarial e melhores condições de trabalho de agentes da PM e dos Bombeiros. Na época, ele foi mandado para Bangu 1.
Recurso não foi analisado
Após receber o documento com a punição, no dia 16 de abril, Hamude apresentou um recurso mostrando o que seriam as ilegalidades do processo que o acusa, segundo ele sem provas. O cabo afirma que alteraram discursos pra servir de prova contra ele próprio.
"Esse recurso teria quatro dias para ser analisado. Já se passaram 75 dias e não houve resposta. Estou preso há uma semana sem que meu recurso seja analisado. Um absurdo jurídico", afirmou Hamude, que recebe ajuda para tentar sair da detenção.
O militar está cumprindo uma escala de serviço, mas é impedido de sair na folga. Ele disse que não foi acusado formalmente sobre a responsabilidade pelos novos protestos, "mas escolheram depois de 15 meses essa data para me prender".
Ele disse que atua nos movimentos na região junto com estudantes. "Antes da prisão de sábado promovi uma reunião entre o comandante do batalhão e outros representantes do movimento, talvez por isso (que foi detido)".

Sentença alega de militar incentivou outros policiais a aderirem a greve do ano passado
Foto:  Reprodução Internet

De acordo com a decisão do Conselho Disciplinar, o cabo foi punido "pelo fato de dar apoio ao movimento gravista da PMERJ, (...) mesmo sabendo da necessidade de cada membro zelar pela preservação da imagem de sua corporação", informa o documento. O militar contestou a decisão, alegando que "nos autos não se encontra fonte fiel de que o acusado tenha colaborado com tais atos", e cita trecho em que afrima que ninguém será considerado culpado até o julgamento, o que para ele não ocorreu.
'Medo de sofrer perseguições'
No Facebook, ele comentou: "Estou detido desde por 'promover reuniões, debates, passeatas e conceder entrevistas com apoio ao movimento. Por isso não estive presente nas últimas passeatas'", postou o militar. O cabo disse que não que se pronunciou antes sobre a detenção porque acredita que poderá ser punido ainda mais, mesmo não descartando a hipótese de que a divulgação de sua situação poderia pressionar as autoridades a liberá-lo.
"Por que não divulguei isso antes? Havia duas possibilidades: O pessoal protestar pela moralização do Estado. Não nego que essa opção me ajudaria. Mas havia uma segunda possibilidade: O medo de sofrer essas perseguições, ser ilegalmente pressionado pudesse desestimular algumas pessoas que querem comparecer às passeatas", comentou.
Hamude agradeceu as palavras de ajuda pela rede social. "Àqueles que gritaram meu nome na passeata meu sincero agredecimento. Fiz o que pude, instruí dentro da lei e de minha experiência. Força aí, pessoal", disse, recebendo apoio logo em seguida. "Você realmente é um guerreiro", disse uma pessoa.
No fim da entrevista, ele se despede e mostra que acredita ter feito a coisa certa. "Por mais que eu tenha sido perseguido e tenha passado por prisões ilegais e arbitrariedades, não me arrependo de nada. Aquilo que alcançamos é muito maior. O bem coletivo não tem preço".
A reportagem tentou contato por telefone com a assessoria do governo do estado, que se encontrava ocupado até a publicação desta matéria.
Nesta quinta-feira, durante entrevista à Rádio Itaperuna AM, o presidente da Câmara Municipal, Alexandre Pereira da Silva (Alexandre da Auto Escola – PP), agendou uma reunião para a próxima segunda-feira com o prefeito e o responsável pela Empresa Santa Lúcia para resolver o impasse.

O QUE VI DO PROTESTO e O QUE PENSO SOBRE. Anna Ann



Bom dia. Hoje o meu relato sobre a manifestação se divide em duas partes: O QUE VI DO PROTESTO e O QUE PENSO SOBRE.

Vamos lá.

O QUE VI DO PROTESTO foi exatamente muito pouco. O ato de manifestação CULTURAL organizado pelo Bloco de Luta pelo Transporte Público, estava marcado para ocorrer na Praça da Matriz, às 18h. Ao chegar no local às 18h30min aproximadamente, gritos de manifestação, de revolta eram entoados pela população. De um carro de som, palavras de protesto. Logo, a primeira banda a fazer sua participação cultural no movimento toca uma das músicas que, na minha opinião, traduzem bem o nosso cenário atual: da banda O Rappa, Minha Alma (A paz que eu não quero).
A participação da banda termina, o ato segue sem nenhuma violência até então, mais gritos de protesto, artistas que se manifestariam sobre o movimento, alguns discursos do pessoal do Bloco de Luta (organizador do evento).
De repente, estouros, bombas do outro lado da praça. Não sei por quê, mas fiquei extremamente nervosa ontem, senti muito medo. Minhas mãos tremiam. Já tinha sido cercada pela polícia naquele mesmo lugar, no primeiro protesto que participei (17/06).
O Bloco de Luta orientou que saíssemos dali, pois a polícia já havia nos cercado e era sim arriscado aos manifestantes continuar o ato. Caminhamos até o Largo Zumbi (durante o caminho, em uma rua lateral à que eu estava, vi um contêiner de lixo queimando). Lá, a manifestação termina, dissolve. Os manifestantes vão embora em grupos, por segurança.

O QUE PENSO SOBRE...

Em primeiro lugar, gostaria de fazer uma crítica (sim, CRÍTICA) aos manifestantes que sequer se informaram antes de sair de casa sobre o que aconteceria ontem. O Bloco de Luta (não tenho ligação nenhuma com os líderes do bloco, sequer os conheço pessoalmente) organizou um evento CULTURAL para que assim pudéssemos nos manifestar através das artes que, sabemos nós, tem pouquíssimo espaço dentro de nossa sociedade atual. É muito simples: se você pensa que a manifestação cultural não é válida, não saia de casa quando ela ocorrer. NINGUÉM obriga você a ir e ficar. Agora, ir pra uma MANIFESTAÇÃO CULTURAL e chamá-la de "festa", "quermesse", "festa junina", "showmício" ou coisa do tipo, ofender artistas e organizadores é muita falta de noção. Os artistas tem TODO o direito de se manifestar através da arte, e acredito ser muito bom para o movimento, de maneira geral, ter o apoio deles. Foi organizado assim. Não concorda? Não participa. Simples.
Já vi pessoas questionando o fato de termos ficado na Praça da Matriz ontem. O centro do poder estadual se localiza na Praça, no Palácio Piratini, e vocês pensam que deveríamos fazer barulho onde? Na cidade baixa????
Quem não concorda com o Bloco de Luta, pode muito bem organizar outro evento, com outros grupos. O protesto é LIVRE e cada um faz DO SEU JEITO. Vi e ouvi pessoas criticando as iniciativas do Bloco em TODOS os protestos que fui. Não concorda? Organize-se de outra maneira.
Agora, chegou a vez da polícia. Disseram-me que o bombardeio começou porque umas três pessoas atiraram pedras em soldados da tropa de choque. Ok. Agora, digam-me: isso é realmente motivo para ATACAR toda uma manifestação PACÍFICA??? Se o soldado viu que a pedra veio dos manifestantes, viu quem a tocou. Vai em cima do infeliz (ou feliz) e bate nele. Simples! Mais uma vez, tivemos de acabar com tudo porque a nossa querida BM não tem preparo para estar nas ruas.
Quanto à mídia, qualquer pessoa que se deixa levar pelos veículos comunicativos do grupo RBS, pra mim, tem a opinião nula! ESTÁVAMOS PROTESTANDO, SIM! NÃO ERA NENHUMA FESTA JUNINA, CLICRBS! AGORA, SE A MÍDIA NÃO TEM CAPACIDADE DE DISCERNIR UMA COISA DA OUTRA, COMO PODE ALGUÉM ACREDITAR NAQUILO QUE ELA NOTICIA?????? E alguém já reparou no que a mídia (principalmente a RBS) está fazendo?? O protesto nunca é válido, nunca é positivo. Se caminha pela cidade, atrapalha trânsito, lojas, tem vandalismo. Se é concentrado, sem MARGINAIS, com organização e arte, virou festa junina! Tolos aqueles que creem em tudo o que leem, assistem, ouvem.
Eu, Anna, Maiara, creio que o impacto que causamos ontem possa ter sido menor, até porque a arte NÃO É VALORIZADA, e nós, artistas, sabemos disso. Porém, parabenizo o Bloco de Luta pela iniciativa, pelo espaço aos artistas que estão conosco nessa luta. Eu parabenizo aos que estiveram. Aos que cantaram. Aos que gritaram. Aos que estão resistindo e continuam firmes nessa luta. Luta pela democracia. Luta para que o povo possa, um dia, finalmente, exercer o seu poder.
Não se enganem, as manifestações não seguirão sempre na modalidade cultural que tivemos ontem. Voltaremos às ruas pela nossa liberdade de expressão, fazendo jus ao nosso direito de ir, de vir, de ficar, de protestar!

"A Luta não se reprime. Protesto não é crime!"

O que queremos para o Brasil!

Sabem qual é o maior problema do Brasil?? Falta de AMOR ao próximo. Falta de RESPEITO. Falta de sabedoria.

O povo está acordando, e esperamos em Deus que os sonhos dos brasileiros seja ter mais autonomia, mais liberdade. Que esse povo deixe de depender daqueles que não tem amor no coração. Que o povo tenha sabedoria.

Não sabemos tua opinião, mas nós queremos ter a chance de prosperar no Brasil, sem ter o governo como sócio. Queremos consumir para nossas famílias sem que a carga tributária comprometa a cesta básica. Queremos que o nosso próximo more bem, trabalhe bem, que ele se locomova como quiser, que tenha saúde, seja pelo SUS ou pelo convênio. Que tenhamos educação de qualidade na escola pública e na particular.

Que o povo tenha sabedoria e não admita que políticos tenham aposentadoria privilegiada. Que o povo não admita pagar pelo plano de saúde da classe política. Que o povo REPUDIE a CORRUPÇÃO. Porque a corrupção MATA. Mata muito mais que vírus, mata mais do que acidentes, mata sonhos. A violência urbana, as favelas e vilas são fruto e ciclo da corrupção.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

HERO PROFILE #3: Phoenix Jones


Phoenix Jones. Photo by Lucien Knuteson

Location: Seattle

Team Affiliation: Rain City Superhero Movement

Activities: Crime patrols, charity events

Favorite food: Skittles

Author's notes: PHOENIX JONES! Opinion on the "Guardian of Seattle" differs sharply. Some say he is the best thing to happen to the RLSH movement, some say he is the worst. He's had many memorable controversies over the last couple years: May Day, Mutual Combat, and the Pepper Spray Incident (I witnessed that one first hand!) I think Phoenix Jones is passionate and dedicated to his mission, but he sometimes gets himself in over his head.

Phoenix Jones is featured in a couple chapters of my book. I presented his story in an objective way, and after reading about him, I'm sure you'll draw your own conclusions.

Links:

Check out Phoenix Jones live on patrol at his Ustream ChannelHERE

Phoenix Jones's wife, Purple Reign, spearheads a campaign against domestic abuse called the Purple Reign Campaign.


----------
HEROES IN THE NIGHT, available for pre-order at IPG///BARNES & NOBLE///AMAZON///POWELL'S///INDIEBOUND
GOODREADS///FACEBOOK
Book available OCTOBER 1, 2013!

Mara Maravilha fala sobre a "cura gay"

CONFIRA A ENTREVISTA DE MARA NO PROGRAMA

De rolar de rir... Busão lotado...

Curtir ·  ·  · há 8 minutos · 

Anna AnPASSE LIVRE NA PRAÇA - CONTRA A CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS E POPULARES!


GENTE, eu chorei assistindo...
ASSISTAM!!!
Não esqueçamos dos nossos direitos, dos nossos objetivos!
Vamos às ruas novamente, por TODOS os nossos DIREITOS!

http://www.youtube.com/watch?v=HOpqqID6Kxo

O Jogo Mágico

 - Para ver o filme click aqui... http://curtaojogomagico.blogspot.com.br/



O Jogo Mágico.
Curta Metragem Realizado em 2011. 


 Título: O Jogo Mágico
Produção: Fokashim
Ano: 2011
Autor: Fabio Rodrigues e Glaucia Medeiros
Gênenro: Comédia/aventura
Duração: 10,min
Direção: Fabio Rodrigues

 

Sinopse

Laura recebe uma mensagem em seu celular para se cadastrar e curtir um novo jogo, quando se dá conta ela foi teleportada para dentro do aplicativo e para sair de lá terá de vencer os três grandes mestre elementais.
Divertidíssimo confira!


Elenco

Laura
Fabiana Albuquerque

Fada dos Games
Glaucia Medeiros

Mestre da Floresta
Anderson Severino

Mestre dos Ventos
Fabio Rodrigues

Mestra do Fogo
Glaucia Medeiros


           No ano de 2011, Fabio Rodrigues e Glaucia Medeiros, produziram um curta metragem para o Festival de vídeo Tela Digital. As gravações foram feitas às pressas devido ao curto tempo que restava desde o momento em que se informaram até o prazo final de inscrição.


                       
          Ensaios foram feitos, teste de vídeos, testes de efeitos e treinamentos para as sequencias de lutas, tudo deveria estar pronto no prazo de um mês, apenas na ultima semana do prazo começaram as gravações, mas felizmente o material foi concluído a tempo.



           Os recursos de filmagens da época eram mínimos, as filmagens foram realizadas com um MP5, com camera 1,2 MP que filmava em uma resolução de 320x245p e realizava apenas 8 fps, felizmente os programas para edição e efeitos eram profissionais e auxiliaram no desepenho da qualidade do vídeo, resultando em um trabalho mais agradável.
          



Senado aprova projeto que transforma crime de corrupção em crime hediondo. Muito bom, agora falta terminar com o "fórum privilegiado" dos Congressistas quando da prática de crimes comuns.


CRIME HEDIONDO
Mais rigor contra corrupção
Dentro do Congresso, em uma prática incomum durante jogos da Seleção, os senadores ignoraram a partida contra o Uruguai para se concentrar nas votações. Tornaram a corrupção crime hediondo, projeto que foi mencionado pela presidente Dilma Rousseff na segunda-feira. Do lado de fora, a ONG Rio da Paz espalhou 594 bolas de futebol – o total de parlamentares da Casa. Marcadas com uma cruz vermelha, elas representavam as mortes por falta de segurança e saúde no país (Leia mais sobre Brasília na página 6). Sob pressões como essa há dias, o Congresso fez avançar diversos outros temas ontem.
Em mais uma tentativa de responder ao clamor popular, o plenário do Senado aprovou ontem o projeto que tipifica corrupção e outros delitos como crime hediondo. Aprovada, de forma simbólica, quando não há contagem de votos, a proposta também altera as punições atualmente previstas para eles.
A votação é uma reação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que, em resposta às cobranças das ruas, anunciou uma lista com 17 projetos que passaram a ter prioridade na Casa. Para agilizar a votação do pacote, Renan ameaça suspender o recesso legislativo em meados de julho para que tudo seja apreciado. Por isso, o jogo contra o Uruguai acabou ignorado pela maioria.
Embora haja projetos semelhantes tramitando, Renan escolheu a proposta do senador Pedro Taques (PDT-MT), que estava na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e acatou emendas sugeridas em plenário por outros senadores.
O texto de Taques, ex-procurador da República, altera a Lei dos Crimes Hediondos e o Código Penal Brasileiro. O projeto torna não apenas a corrupção passiva e ativa crimes hediondos, como também a concussão, ou seja, a exigência de vantagem indevida por servidor para si ou outra pessoa em razão da função assumida.
Em seu relatório, o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) incluiu também o peculato (quando o funcionário público se apropria ou desvia bens móveis ou valores que tem em razão do cargo que ocupa) no rol de crimes hediondos. O homicídio simples também foi incluído.
Taques disse que a proposta por si só não é suficiente para reduzir a corrupção, porque o Judiciário ainda precisa agilizar a execução das condenações para crimes de corrupção:
– No crime de corrupção, você não pode identificar quem são as vítimas. A ideia é protegê-las por meios jurídicos. Mas, para isso, precisamos que os processos caminhem mais rapidamente.
Em mais um aceno às queixas das ruas, a Câmara deu outro passo ontem para se aproximar da população. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou a proposta de emenda à Constituição que institui o voto aberto para processos de cassação de mandato parlamentar por falta de decoro e por condenação criminal com sentença transitada em julgado. Antes de ir a plenário, uma comissão especial ainda precisa ser criada para debater a matéria.
No mesmo dia, a Câmara decidiu dar tramitação rápida ao processo de cassação de Natan Donadon (PMDB-RR), primeiro deputado a ter a prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federal desde a redemocratização. A decisão foi tomada ontem pela Corte, que rejeitou o último recurso. Ele foi condenado a 13 anos, em regime inicialmente fechado, pelos crimes de formação de quadrilha e peculato, em um esquema de desvio na Assembleia de Rondônia.
O mandado foi remetido para a Polícia Federal, a quem caberá realizar a detenção. O Legislativo entende que Donadon poderá ser preso, independentemente da perda do mandato.
Alves também prometeu trabalhar para enterrar rapidamente o projeto da cura gay. O texto tem sido alvo dos protestos por tratar a homossexualidade como doença.

ENTENDA A MUDANÇA
Projeto vai para a Câmara agora
- Os crimes hediondos são previstos na Lei 8.072/90. Entre eles, já estão homicídio, latrocínio, extorsão mediante sequestro e estupro.
- Quem for condenado por corrupção ativa, passiva e peculato terá que cumprir pena de quatro a 12 anos de reclusão.
- Para concussão (exigência de vantagem indevida por servidor público) e excesso de exação (cobrança indevida de tributos por servidor para fins de corrupção), a pena fixada é de quatro a oito anos de reclusão.

- Com a mudança, os condenados por corrupção perdem direito a anistia, indulto e pagamento de fiança para deixarem a prisão. Também terão mais dificuldades para ganhar liberdade condicional e para migrar do regime fechado para o semiaberto.

GAÚCHO NEGRO, um herói da vida real

... Uma criação de Ceroni Cunha eRogério de Souza... Logo mais no Catálogo de Heróis Brasileiros...

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Reasons for Women and Men to Weight Train from Miss Fit

Fonte: http://standsuperhero.com/2013/05/

21MAY
166263_10151567444917570_1686313503_n
1. You WILL lose body fat
It is true, not only are you burning calories while you are lifting weights (i.e. resistance training), but you are building muscle; and the more muscle you have, the more calories your body will burn at rest. On average, for each pound of muscle you gain, you burn 35 to 50 more calories each day. This can really add up.
2. You will decrease your risk for many chronic diseases (i.e. heart disease, cancer, osteoporosis, diabetes, etc)
Studies have shown that people who lift weights are less likely to develop many chronic illnesses that are plaguing so many Americans. Weight-bearing exercises along with an adequate calcium intake may improve bone density – reducing your risk of developing osteoporosis.
Not only that, but weight-training has been shown to lower cholesterol by reducing LDL (“bad”) cholesterol and increasing HDL (“good”) cholesterol, and lowering blood pressure. These benefits help to lower your risk of heart disease. As far as diabetes is concerned, lifting weights contributes to your body’s ability to process sugar more efficiently, putting you back in control of blood sugar/insulin levels. This alone can reduce your risk of diabetes by 10 percent.
3. Increase your strength and energy levels
Lifting weights is going to result in one thing for sure, increased strength. And if you are stronger, daily activities will be easier to perform and your energy levels will be thru the roof!
4. Improve your athletic performance and reduce your risk of injury
Developing a strong core (abdominals and lower back) will help decrease your risk of injury because you are increasing your ability to keep balance when thrown off course. If you are an athlete, it does not matter what sport you participate in, your athletic performance will improve with weight-training in your regimen. Even a golfer’s swing can benefit from a little weight-bearing activities; providing more force behind their swing.
5. Increased mood, self-confidence booster, and decrease your risk of depression
Building muscle and developing strength in your physique will not only bring positive changes on the outside or from a health perspective, but also from a mental perspective. You can be confident in your new body and tight bum, your glowing skin and shiny hair, which are all a result of incorporating weights into your weekly routine. Possessing more confidence is a huge part of combating depression; not to mention the stress relief some experience while bonding with the iron.